Arquivo da tag: Mickey Rourke

Arca de Noé, Sin City II, novo Enigma do Outro Mundo

Darren Aronofsky observa a Arca de Noé no horizonte

Darren Aronofsky

Darren Aronofsky

Depois de realizar o épico Fonte da Vida (The Fountain, 2007) por quase seis anos e o filme tornar-se um fracasso de público e crítica, o diretor Darren Aronofsky ainda não desistiu dos projetos épicos e agora pretende realizar uma versão definitiva sobre a Arca de Noé. Antes disso, o diretor cuidará da refilmagem de Robocop, um dos grandes sucessos dos anos 80. Aronofsky entende o apelo forte da história do segundo navio mais famoso do mundo depois do Titanic. É uma história de fim de mundo, com elementos ecológicos. “Noé foi o primeiro ambientalista. Ele é um personagem muito interessante. Nós temos um roteiro maravilhoso”, explicou o diretor em recente entrevista. O roteiro escrito por Aronofsky e o habitual parceiro Ari Handel já está pronto. A recente aclamação do diretor com Wrestler, vencedor do Leão de Ouro no último Festival de Veneza, e seu envolvimento na refilmagem de Robocop vão ajudar na aprovação do novo projeto. Entretanto, alguns elementos atrapalham e podem afugentar os estúdios, além do fracasso do épico Fonte da Vida do diretor. A comédia da Universal Pictures A Volta do Todo Poderoso (Evan Almighty, 2007) com Steve Carell (Agente 86) como protagonista substituto de Jim Carrey, exatamente sobre a Arca de Noé, afundou nas bilheterias. O suspense apocalíptico de M. Night Shyamalan, Fim dos Tempos (The Happening, 2008) também foi um fiasco. Resta saber se Hugh Jackman (Wolverine), que trabalhou com o diretor em Fonte da Vida, vai encarnar o bíblico Noé.

###

Depois da consagração, Mickey Rourke pensa em Sin City II

Mickey Rourke

Mickey Rourke

Celebrado no Festival de Veneza como o lutador decadente de Wrestler, novo filme de Darren Aronofsky vencedor do Leão de Ouro, Mickey Rourke avalia os próximos projetos e ainda planeja trabalhar com o diretor Robert Rodriguez na continuação de Sin City – Cidade do Pecado (Sin City, 2005), baseado nos quadrinhos de Frank Miller. “Eu tenho grande respeito por Rodriguez”, afirma o ator de 9 1/2 Semanas de Amor que passou os últimos anos distante dos holofotes e retornou depois de atuar para Rodriguez. “Pretendo voltar (a Sin City) porque foi uma boa experiência. Gosto de trabalhar com diretores interessantes”, completa o astro. Frank Miller recentemente completou o roteiro do novo Sin City, enquanto dirige outra adaptação dos quadrinhos, Spirit, baseado no personagem criado por Will Eisner.

###

Produtor indeciso entre Prelúdio ou Continuação de Enigma do Outro Mundo

O produtor Marc Abraham, de Filhos da Esperança (Children of Men, 2006), recentemente estreou como diretor no biográfico Flash de Gênio (Flash of Genius, 2008) sobre um inventor que luta contra a indústria automobilística. Entretanto, ele mobiliza as atenções da imprensa quando aborda seu próximo projeto, a refilmagem do clássico da ficção científica de John Carpenter, O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982). Por sua vez, refilmagem de outro clássico mais antigo, O Monstro do Ártico (The Thing from Another World, 1951), de Christian Nyby. Perguntado se o novo projeto seria uma refilmagem ou prelúdio, o produtor sai pela tangente e explica que seria mais um prelúdio do que uma sequência, ambientado na mesma época retratada no filme produzido nos anos 80. O diretor e produtor Abraham disse tudo, sem explicar nada. Para quem perdeu o clássico de Carpenter, uma criatura alienígena malígna enfrenta a equipe de cientistas liderada por Kurt Russell. O clima de terror torna-se intenso devido ao isolamento dos personagens no coração do Ártico e porque a criatura tem a capacidade de controlar totalmente seu hospedeiro. Mais uma grandiosa obra de ficção científica dentro do conceito do inimigo entre nós, em sintonia com a ideologia da Guerra Fria, entre Estados Unidos e Rússia.

Redenção para Darren Aronofsky e Mickey Rourke em Veneza

O diretor de Requiem Para um Sonho (Requiem For a Dream, 2000), não foi muito feliz em seu trabalho seguinte, o ambicioso épico Fonte da Vida (The Fountain, 2006). Lançado em Veneza, o filme decepcionou os críticos e afastou o público. Sua obra foi pouco compreendida, apesar do empenho de Hugh Jackman e Rachel Weisz, esposa de Aronofsky na vida real. Mickey Rourke viu seus dias de glória nos anos 80 ficarem para trás. O astro de Nove Semanas e Meia de Amor (Nine 1/2 Weeks, 1986) ainda ensaiou uma reviravolta na carreira ao atuar em Sin City – Cidade do Pecado (Sin City, 2005). A redenção chegou para ambos no último sábado (06/09), com a divulgação dos vencedores do Festival de Veneza 2008. O Leão de Ouro foi para o novo trabalho de Aronofsky, The Wrestler (2008). A notícia foi recebida com entusiasmo pela crítica geral. Além de celebrado como um grandioso filme, The Wrestler conta ainda com a impactante atuação de Mickey Rourke.

Na verdade, não foi difícil para Rourke fazer o papel do lutador de luta livre, Randy ‘The Ram’ Robinson. O ator foi boxeador profissional entre 1991 e 1995, o que contribui para dar realismo e autenticidade ao papel. Rourke apresenta um herói trágico que não aceita o peso da idade e tenta manter a carreira de lutador. Rocky Balboa que se cuide. Marisa Tomei empresta seu charme como a Stripper com quem o decadente lutador mantém um romance ao som de músicas de sucesso dos anos 80. O prêmio serviu de redenção para ambos.

Veja a lista dos principais vencedores do 65º Festival de Veneza:

Leão de Ouro de Melhor Filme:

“The Wrestler”, do norte americano Darren Aronofsky

Copa Volpi de Melhor Ator: o italiano Silvio Orlando

por “O Pai de Giovanna” (“Il Papa di Giovanna”)

Copa Volpi de Melhor Atriz: a francesa Dominique Blanc

por “A Outra” (“L’Autre”)

Leão de Prata de melhor roteiro: o russo Aleksey German Jr.

por “Soldado de Papel” (Paper Soldier)

Prêmio Especial do Júri:

Cineasta etíope Haile Gerima por “Teza”

Leão Especial do Júri:

Cineasta alemão Werner Schroeter pelo conjunto da obra

Novo Krueger, exploradores mitológicos, Mulher Gato e lobsomens brasileiros

Novo Freddy Krueger atrai ator de renome

Billy Bob Thornton

Billy Bob Thornton

Você não leu errado. O mestre dos pesadelos e assassino da rua Elm, Freddy Krueger, será interpretado por Billy Bob Thornton (Vida Bandida, O Homem que Não Estava Lá), na refilmagem de A Hora do Pesadelo (Nightmare on Elm Street, 1984). O ex-marido da atriz Angelina Jolie fará o vilão queimado vivo que se alimenta do medo e caça adolescentes dentro dos pesadelos. O ator Robert Englund, o Krueger original em oito filmes, aprovou a escolha de seu sucessor para o papel. Depois da Paramount anunciar a refilmagem de Sexta Feira 13, abriu caminho para outros espíritos ruins voltarem a tona. Billy Bob Thornton acaba de filmar o longa The Informers ao lado de grandes nomes dos anos 80, agora sem muito destaque, Mickey Rourke, Kim Bassinger e Winona Ryder. Parece que deixar Angelina Jolie virou o pesadelo do ator. Nada melhor do que entrar no próprio pesadelo para curar suas mágoas.

###

Caçadores de tesouros mitológicos

O roteirista do terceiro X-Men e Incrível Hulk, Zak Penn vai cuidar do roteiro e da produção de Os Argonautas para a 20th Century Fox. Na mitologia grega, os argonautas eram um grupo de heróicos marinheiros que, anos antes da Guerra de Tróia, seguiram o líder Jasão na busca pelo Velo de Ouro. O nome argonautas vem do barco, Argo. O conto foi adaptado para as telas em 1963 e apresentou os clássicos monstros criados por Ray Harryhausen, o mestre da técnica Stop-Motion, com destaque para o exército de esqueletos. O estúdio DreamWorks também desenvolvem o projeto semelhante onde um grupo de caçadores de tesouro encontram no presente os destroços do mítico navio Argo, sendo transportados no tempo para a época dos Argonautas.

###

Rápidas

– Por falar em Angelina Jolie, a atual esposa de Brad Pitt prepara-se para viver a Mulher-Gato no próximo filme do Batman pedindo conselhos à atriz pornô Tera Patrick, sua amiga. Julie Newmar, a primeira Mulher-Gato do seriado de televisão da década de 60, manifestou seu apoio para ver Jolie assumir o papel que também já foi de Michelle Pfeiffer. Nem o estúdio Warner, muito menos o roteirista de Cavaleiro das Trevas, confirmam os rumores da participação da Mulher-Gato no próximo filme.

– A produtora Stone Village adquiriu os direitos do roteiro de Dikran Ornekian e Ryan Colluci para um suspense com um lobsomem brasileiro. O filme será chamado Lobo. Na trama, um homem recebe fotos e cartas de sua mãe e segue para uma cidade isolada na Amazônia em busca de suas raízes. Então, ele descobre uma quase extinta matilha de lobsomens e sua ligação com eles. O explorador decide ajudar os lobsomens em sua batalha pela sobrevivência. O filme de baixo orçamento começa a produção em outubro com filmagens marcadas nos arredores do Rio de Janeiro. O cara deve ser primo do Coronel e o Lobsomem.