Arquivo da tag: Ficção Científica

Arca de Noé, Sin City II, novo Enigma do Outro Mundo

Darren Aronofsky observa a Arca de Noé no horizonte

Darren Aronofsky

Darren Aronofsky

Depois de realizar o épico Fonte da Vida (The Fountain, 2007) por quase seis anos e o filme tornar-se um fracasso de público e crítica, o diretor Darren Aronofsky ainda não desistiu dos projetos épicos e agora pretende realizar uma versão definitiva sobre a Arca de Noé. Antes disso, o diretor cuidará da refilmagem de Robocop, um dos grandes sucessos dos anos 80. Aronofsky entende o apelo forte da história do segundo navio mais famoso do mundo depois do Titanic. É uma história de fim de mundo, com elementos ecológicos. “Noé foi o primeiro ambientalista. Ele é um personagem muito interessante. Nós temos um roteiro maravilhoso”, explicou o diretor em recente entrevista. O roteiro escrito por Aronofsky e o habitual parceiro Ari Handel já está pronto. A recente aclamação do diretor com Wrestler, vencedor do Leão de Ouro no último Festival de Veneza, e seu envolvimento na refilmagem de Robocop vão ajudar na aprovação do novo projeto. Entretanto, alguns elementos atrapalham e podem afugentar os estúdios, além do fracasso do épico Fonte da Vida do diretor. A comédia da Universal Pictures A Volta do Todo Poderoso (Evan Almighty, 2007) com Steve Carell (Agente 86) como protagonista substituto de Jim Carrey, exatamente sobre a Arca de Noé, afundou nas bilheterias. O suspense apocalíptico de M. Night Shyamalan, Fim dos Tempos (The Happening, 2008) também foi um fiasco. Resta saber se Hugh Jackman (Wolverine), que trabalhou com o diretor em Fonte da Vida, vai encarnar o bíblico Noé.

###

Depois da consagração, Mickey Rourke pensa em Sin City II

Mickey Rourke

Mickey Rourke

Celebrado no Festival de Veneza como o lutador decadente de Wrestler, novo filme de Darren Aronofsky vencedor do Leão de Ouro, Mickey Rourke avalia os próximos projetos e ainda planeja trabalhar com o diretor Robert Rodriguez na continuação de Sin City – Cidade do Pecado (Sin City, 2005), baseado nos quadrinhos de Frank Miller. “Eu tenho grande respeito por Rodriguez”, afirma o ator de 9 1/2 Semanas de Amor que passou os últimos anos distante dos holofotes e retornou depois de atuar para Rodriguez. “Pretendo voltar (a Sin City) porque foi uma boa experiência. Gosto de trabalhar com diretores interessantes”, completa o astro. Frank Miller recentemente completou o roteiro do novo Sin City, enquanto dirige outra adaptação dos quadrinhos, Spirit, baseado no personagem criado por Will Eisner.

###

Produtor indeciso entre Prelúdio ou Continuação de Enigma do Outro Mundo

O produtor Marc Abraham, de Filhos da Esperança (Children of Men, 2006), recentemente estreou como diretor no biográfico Flash de Gênio (Flash of Genius, 2008) sobre um inventor que luta contra a indústria automobilística. Entretanto, ele mobiliza as atenções da imprensa quando aborda seu próximo projeto, a refilmagem do clássico da ficção científica de John Carpenter, O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982). Por sua vez, refilmagem de outro clássico mais antigo, O Monstro do Ártico (The Thing from Another World, 1951), de Christian Nyby. Perguntado se o novo projeto seria uma refilmagem ou prelúdio, o produtor sai pela tangente e explica que seria mais um prelúdio do que uma sequência, ambientado na mesma época retratada no filme produzido nos anos 80. O diretor e produtor Abraham disse tudo, sem explicar nada. Para quem perdeu o clássico de Carpenter, uma criatura alienígena malígna enfrenta a equipe de cientistas liderada por Kurt Russell. O clima de terror torna-se intenso devido ao isolamento dos personagens no coração do Ártico e porque a criatura tem a capacidade de controlar totalmente seu hospedeiro. Mais uma grandiosa obra de ficção científica dentro do conceito do inimigo entre nós, em sintonia com a ideologia da Guerra Fria, entre Estados Unidos e Rússia.

Jornada nas Estrelas celebra 42 anos com espectativas sobre o novo filme

Em 08 de setembro de 1966, a rede norte-americana NBC trazia o espaço, a fronteira final para dentro da televisão. Nascia uma das séries de maior sucesso da história televisiva, Jornada nas Estrelas (Star Trek). O clássico da ficção científica criado por Gene Roddenberry contribuiu para quebrar tabus, promover maior integração entre as raças e povos e antever avanços tecnológicos muito a frente de seu tempo, em apenas três anos de existência. O primeiro beijo interracial da televisão, russos, chineses e norte-americanos trabalhando juntos, conceitos como civilizações interplanetárias, colonização espacial, viagens no tempo, clonagens e teletransporte entraram no cotidiano do público graças a série. Basta ver um dos episódios para reconhecer os celulares e computadores de mão. Jornada chegou no Brasil dois anos depois pela TV Excelsior. Após três anos no ar, a série foi cancelada, mas esse incidente ajudou a criar um mito. Os apelos dos fãs fizeram o estúdio voltar atrás e apostar em produtos derivados da clássica série como outras quatro séries e uma produção animada. Assim, Jornada invadiu a literatura, quadrinhos, games e também o cinema com dez filmes. Atualmente, o universo criado por Roddenberry perdeu um pouco de sua força, mas isso pode mudar com o lançamento do próximo filme da franquia, chamado simplesmente Jornada nas Estrelas (Star Trek, 2009) e dirigido por JJ Abrams, criador de séries como Alias e Lost. Ele tem a missão de resgatar o interesse do público geral por Jornada com a estratégia de reiniciar a franquia através do novo filme. Se conseguir, Abrams escreverá um novo capítulo para um universo ficcional que merece vida longa e próspera. A data de aniversário foi lembrada pelo maior site brasileiro sobre Jornada, o Trek Brasilis.

Conheça nosso novo blog Maracutaia Livros.

Barra Cabeçalho

Mais clones nas estrelas

Feliz com o sucesso dos curtas animados produzidos por Genndy Tartakovsky (Laboratório de Dexter) para o Cartoon Network dentro do universo de Guerra nas Estrelas, George Lucas, o idealizador de toda a saga espacial continua investindo no filão com outra série com episódios curtos, Star Wars – The Clone Wars (Idem, 2008), agora em animação tridimensional, para explorar melhor o conflito bem conhecido pelos fãs como Guerras Clônicas, onde um exército de clones é utilizado politicamente pelas lideranças para estabelecer as bases de um império intergalático, enquanto tentam sufocar os movimentos separatistas. Em meio ao conflito, os cavaleiros Jedi lutam para manter o equilíbrio da situação.

Continuar lendo

Nazistas querem retomar o poder

Com a absurda premissa da fuga de tropas nazistas, durante o final da Segunda Guerra Mundial, para uma base avançada na Lua, onde ficam até 2018 quando os descendentes decidem retornar em discos voadores para invadir a Terra, um grupo de jovens finlandeses prepara a comédia de Ficção Científica, Iron Sky (Rautataivas, 2009), Céus de Ferro, em português. Para realizar a animação tridimensional, os produtores contam com a participação colaborativa dos internautas para fazer cada trecho do filme prometido para 2009. Eles fizeram antes o divertido Star Wreck, paródia da série Jornada nas Estrelas, utilizando os mesmos recursos e iniciaram a produção de Iron Sky em 2006.

Continuar lendo