Arquivo do autor:Ronilson Araújo

Conheça o novo blog Maracutaia Livros

Convidamos a todos para conhecerem o novo blog Maracutaia Livros. Todo o conteúdo foi transferido para o novo blog e agora temos atualização diária. Para conhecer o novo blog, clique na imagem abaixo.

Capa Face

 

Anúncios

Melhores da Prismarte premia autores de quadrinhos brasileiros

O dia 27 de setembro foi a noite de gala dos quadrinhos em Pernambuco com a distribuição dos prêmios Melhores da Prismarte, promovido pela Pada – Produtora Artística de Desenhistas Associados, no auditório da Livraria Cultura do Recife. O evento reuniu nomes importantes dos quadrinhos em nosso Estado, tanto da área de produção e quanto na de divulgação e incentivo, como os estudantes de jornalismo Arthur Felipe, Leandro Lopes e Leonardo Santos da Faculdade Mauricio de Nassau, criadores do Blerg do Léo e responsáveis pelo programa Almanaque, inteiramente dedicado aos quadrinhos. Michelle Ramos, considerada por muitos como a madrinha dos quadrinhos independentes brasileiros por seu trabalho de divulgação no Zine Brasil. Zeca do Patrocínio, candidato a vereador, sempre dedicado a cultura e ao incentivo dos quadrinhos pernambucanos. Os responsáveis pela Pada, Milson Marins, José Valcir e Arnaldo Luiz, organizadores do evento. Além dos muitos artistas, roteiristas, ilustradores, desenhistas e fanzineiros indicados ou premiados com o Trofeu Melhores da Prismarte. Parabens a todos. Ano que vem tem mais…

Os diversos prêmios foram divididos entre os autores de Pernambuco e os autores dos demais estados. A escolha dos indicados e vencedores foi feita pelos leitores através de votação no site da Prismarte. Conheça mais sobre a Pada. O principal prêmio de Honra ao Mérito foi dedicado ao artista Zenival Ferraz, um quadrinista pernambucano entre as décadas de 70 e 80. Uma de suas principais histórias foi publicada na revista Spectro, da editora Grafipar, chamada Jesuino Boa Morte, escrita por Júlio Emílio Braz.

Veja mais detalhes sobre o evento no Zine Brasil.

Continuar lendo

Evento de quadrinhos da Pada apresenta programa Almanaque

O evento Melhores da Prismarte, promovido pela Pada – Produtora Artística de Desenhistas Associados, ocorrido no último dia 27, no auditório da Livraria Cultura do Recife, apresentou um programa muito especial dedicado aos quadrinhos chamado Almanaque. O programa de variedades surgiu como um projeto dos estudantes de jornalismo Arthur Felipe, Leandro Lopes e Leonardo Santos da Faculdade Mauricio de Nassau, também responsáveis pelo Blerg do Léo. Com muito dinamismo e descontração, o programa apresenta entrevistas, notícias, perfil de personagens e lançamentos, sempre destacando os artistas locais e suas produções.

A criatividade sobressai por todo o programa desde a abertura, transformando vinhetas, trilhas sonoras, linguagem, imagens de fundo numa grande homenagem referencial à nona arte. O programa é um verdadeiro deleite para os apreciadores dos quadrinhos. Quem viu gostou. Pena que uma produção com esse nível de qualidade não consegue espaço de exibição nas redes de televisão, ficando restrito aos eventos independentes e a veiculação na Internet. A boa notícia é que o grupo pretende lançar o programa inteiro no You Tube e não querem ficar só no primeiro. Quando tivermos o endereço, será divulgado no Abelhudos. Vamos torcer para assistir muitas outras edições do programa. Mas por enquanto, fique com a prévia de Almanaque.

Conheça nosso novo blog Maracutaia Livros.

Barra Cabeçalho

De Niro e Pacino de travestis, Novo Triplo X e da Vingança para a Sede

De Niro e Al Pacino concluem filme policial para atuarem como travestis

Eles realizaram poucos filmes juntos. Em O Poderoso Chefão – Parte II (The Godfather Part II, 1974), de Francis Ford Coppola, Robert DeNiro e Al Pacino não contracenam em cena alguma, embora ambos tenham papéis importantes no filme. Foi necessário duas décadas para ocorrer o reencontro em Fogo contra Fogo (Heat, 1995), de Michael Mann, mas eles atuaram juntos numa breve sequência. O novo As Duas Faces da Lei (Righteous Kill, 2008), de Jon Avnet, aproveita melhor os astros no papel de detetives de Nova York, mas os críticos não apreciaram o resultado e metralhando o filme de todos os lados. Apesar disso, DeNiro e Pacino gostaram de atuar juntos e já pensam no próximo projeto. A intenção é fazer duas irmãs numa comédia. O astro de Perfume de Mulher e Advogado do Diabo acredita que o parceiro DeNiro atuou bem em muitas comédias nos últimos anos. Portanto, Pacino acredita no potencial do próximo projeto. Mas será uma grande surpresa para o público ver Robert De Niro e Al Pacino travestidos numa comédia. As gargalhadas estão garantidas.

###

Se depender da Sony, Vin Diesel retorna em novo Triplo X

Vin Diesel

Vin Diesel

A mais nova aventura de Vin Diesel nas telas, Missão Babilônia (Babylon A.D., 2008), desabou nas bilheterias. Mesmo assim, o estúdio Sony ainda pretende ver o astro na franquia que o ajudou a alcançar a fama, Triplo X. O filme original de 2002 foi dirigido por Rob Cohen, também responsável por Velozes e Furiosos (The Fast and the Furious, 2001). Na época, o personagem interpretado por Diesel foi celebrado como uma releitura de James Bond. O filme ganhou uma tenebrosa continuação em 2005 com Ice Cube, dirigida por Lee Tamahori (007 – Um Novo Dia Para Morrer). A Columbia Pictures negocia com o produtor Joe Roth para reiniciar a franquia e já anuncia o título antes de ter o roteiro pronto. Triplo X: O Retorno de Xander Cage (xXx: The Return of Xander Cage). O produtor controla a franquia porque o filme original foi realizado através de sua empresa produtora Revolution Studios. Diesel já concordou em retornar e também o diretor. Falta os últimos acertos contratuais.

###

Depois de tanta vingança, o diretor sul coreano tem Sede em Hollywood

Park Chan-Wook

Park Chan-Wook

Enquanto seu filme Sou um Cyborgue, Mas Tudo Bem (‘I’m a Cyborg, But That’s Ok, 2006) chega em DVD, o diretor sul-coreano Park Chan-Wook, autor da Trilogia da Vingança, formada pelos filmes Mr. Vingança (Simpathy for Mr. Vengeance, 2002), Oldboy (2003) e Lady Vingança (2005), conseguiu o apoio da Universal Pictures e da Focus Features para produzir seu próximo longa Sede (Thirst). O projeto desse longa se arrastou por muitos anos antes dele conseguir esse acordo com os estúdios. A trama focaliza um padre transformado em vampiro por acidente depois de passar por um experimento médico. Enquanto luta para se livrar da maldição, o padre termina se envolvendo com a esposa do melhor amigo. O lançamento de Sede (Thirst) ficou programado para 2009.

Um pequeno Avatar para o 3D, um grande salto para Hollywood

O diretor James Cameron realizou o maior sucesso de bilheteria de todos os tempos, Titanic (Idem, 1998), mesmo depois de consagrado com filmes como Aliens, O Exterminador do Futuro, O Segredo do Abismo e True Lies. Entretanto, Cameron passou mais de uma década sem realizar filme algum após Titanic. Seu próximo projeto, a ficção científica Avatar tem lançamento previsto para 2009. Durante esse tempo distante das telas, o diretor realizou alguns documentários e trabalhos para a televisão. Mas o principal motivo do afastamento de Cameron, nos últimos anos, pode salvar Hollywood da guerra contra a pirataria. O Cinema 3D Digital.

Não confundir com as animações 3D, ou tridimensionais como Shrek, Incríveis ou Era do Gelo. O truque ótico conhecido como Terceira Dimensão não é novo. Era uma técnica usada nos anos 50 com relativo sucesso em que o público, com o uso de um óculos feito de plástico e papelão, enxergava pessoas e objetos saltarem da tela. Os projetores das salas de cinema precisavam ser adaptados para o truque funcionar. Com o tempo, os filmes abandoram essa técnica porque os óculos eram incômodos para a platéia, as adaptações onorosas para as salas de cinema e os roteiros dos filmes 3D eram toscos. Meros veículos para destacar o 3D. O que afugentava o público. Cada vez menos filmes insistiam em utilizar o recurso nas décadas seguintes.

James Cameron

James Cameron

Entretanto, James Cameron recriou a tecnologia com a ajuda dos recursos digitais de hoje e desenvolveu o Ultimato 3D, aliando o processamento digital, alta definição e os mesmos truques óticos capazes de fazer os astros e objetos saltarem da tela. Também finalizou um método para converter os filmes já realizados antes em produções 3D. Os diretores ficaram empolgados com os resultados alcançados e isso chamou a atenção dos grandes estúdios. Como resultado, nomes como Steven Spielberg, seu sócio Jeffrey Katzenberg, George Lucas e Peter Jackson, pretendem investir pesado na nova tecnologia. Lucas vai transformar todos os filmes Guerra nas Estrelas em 3D para relançar nos cinemas. Peter Jackson fará o mesmo com King Kong e Senhor dos Anéis. Katzenberg, grande defensor e divulgador da nova tecnologia, decidiu que todas as futuras animações da Dreamworks serão produzidas em 3D. O próprio Cameron, naturalmente, realiza seu Avatar todo em 3D.

Uma nova roupagem para o velho 3D

O diretor Robert Rodriguez experimentou a nova versão da tecnologia em Pequenos Espiões 3 e As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl. A nova aventura de Branden Fraser, Viagem ao Centro da Terra (Journey to the Center of the Earth, 2008) também flerta com o novo recurso. Mas o principal lançamento, capaz de impulsionar o uso do 3D em Hollywood será realmente o próximo filme do Cameron, Avatar. Empolgado, o diretor explica sobre o nível de controle atigindo com a nova técnica: “É a mais pura criação onde, se quiser, você pode mover uma árvore, montanha ou o céu e mudar a hora do dia. Você tem o controle completo de todos os elementos da produção. Avatar fará Titanic parecer um piquenique”, sentencia Cameron. Katzenberg vai mais longe. “Acho que depois de um razoável período de tempo, todos os filmes serão feitos em 3D. Quando as platéias perceberem como a técnica é excepcional e os cineastas entenderem como a experiência que eles podem oferecer ao público será ampliada, os filmes bidimensionais (os atuais) serão coisa do passado. Essa é a mudança mais revolucionária desde a chegada dos filmes coloridos”.

Jeffrey Katzenberg

Jeffrey Katzenberg

O nome Jeffrey Katzenberg não é conhecido do público, mas exerce grande influência nos bastidores de Hollywood. Katzenberg usa essa influência para defender o novo sistema 3D Digital de alta definição. Sua decisão de realizar todas as futuras animações da DreamWorks em 3D Digital serve como grande alavanca para impulsionar a nova tecnologia. Uma demonstração realizada por Katzenberg durante uma conveção de televisão em Amsterdam, Holanda, para cerca de mil delegados, todos usando os novos óculos 3D, foi um grande sucesso. O auditório explodiu em aplausos desde a primeira cena apresentada. O executivo foi um dos principais responsáveis pela elevação de qualidade das animações da Disney no final dos anos 80 com A Pequena Sereia (The Little Mermaid, 89) e também cuidou da produção de A Bela e a Fera e Aladdin. Ao ser demitido da Disney em 1994, entrou em parceria com Steven Spielberg e David Geffen para criar o próprio estúdio, a DreamWorks. Katzenberg ficou encarregado pela divisão de animação do estúdio e produziu grandes sucessos como O Príncipe do Egito e Shrek, podendo rivalizar com a Pixar e seus antigos patrões da Disney. As próximas animações da DreamWorks serão Monstros Vs. Aliens (Monsters vs. Aliens, 2009) e o quarto Shrek e ambos já trabalham com 3D.

O filme de Cameron, Avatar, usará todos os elementos clássicos do diretor reunidos com a intenção de ser o maior sucesso de todos os tempos. Um épico de ação e ficção científica com alta tecnologia, cenas aquáticas, mensagem ecológica, atores de peso e jovens promissores como Sigourney Weaver (Alien), Michelle Rodriguez (Lost) e Giovani Ribisi (Resgate do Soldado Ryan). Na trama, um veterano de guerra paraplégico faz parte da tripulação que encontra o planeta Pandora, rico em biodiversidade exótica. Eles entram em contato com uma raça humanoide, os Na’vi, e descobrem que o planeta pode colocar em risco a existência do universo. Os custos de produção de Avatar superaram os US$ 300 milhões, por enquanto. Mas orçamentos estourados também são elementos rotineiros na carreira de James Cameron. Entretanto, na matemática de Hollywood, um filme precisa arrecadar três vezes o que gastou para ser considerado um sucesso. Portanto, o filme de Cameron precisa, obrigatoriamente atingir a marca de US$ 900 milhões, para começar a lucrar. A tarefa não é fácil, mas se depender do 3D e do talento de Cameron, o sucesso está garantido.

2009 – Uma Odisséia 3D Contra a Pirataria

Hollywood sofre grandes derrotas na luta contra a pirataria. Câmeras e celulares com filmadoras são cada vez mais acessíveis ao público que entram nas salas de cinema e registram seus filmes favoritos para soltarem na Internet. Então, milhões de usuários no mundo inteiro fazem cópias dos filmes e assistem nos seus computadores e aparelhos de DVD, antes mesmo do lançamento dos filmes nos cinemas, resultando em bilhões de dólares em prejuízo. A esperança com o novo recurso é deixar de sofrer com a pirataria. O uso do 3D Digital nos cinemas, depende de salas equipadas e platéias com os óculos específicos. Com isso, ninguém poderá ver esses filmes em casa. Além disso, as câmeras e celulares não conseguirão registrar as imagens borradas dos filmes em 3D nas telas dos cinemas. Só será possível vislumbrar o filme na tela corretamente com os óculos para compor o truque ótico da Terceira Dimensão. Mas nem toda sala de cinema está preparada para exibir filmes 3D. Dados da consultoria Screen Digest revelam que atualmente existem apenas 6.440 salas 3D no mundo. Essa transição será gradual. Logo, quem quiser testemunhar os próximos grandes sucessos de Hollywood, precisará comprar um ingresso. Talvés até pague mais caro para assistir um filme 3D. Recentes pesquisas revelam que o público geral estaria disposto a pagar mais para ver os filmes com esse novo recurso. Portanto, preparem o bolso. 2009 é logo ali.

Conheça nosso novo blog Maracutaia Livros.

Barra Cabeçalho

Arca de Noé, Sin City II, novo Enigma do Outro Mundo

Darren Aronofsky observa a Arca de Noé no horizonte

Darren Aronofsky

Darren Aronofsky

Depois de realizar o épico Fonte da Vida (The Fountain, 2007) por quase seis anos e o filme tornar-se um fracasso de público e crítica, o diretor Darren Aronofsky ainda não desistiu dos projetos épicos e agora pretende realizar uma versão definitiva sobre a Arca de Noé. Antes disso, o diretor cuidará da refilmagem de Robocop, um dos grandes sucessos dos anos 80. Aronofsky entende o apelo forte da história do segundo navio mais famoso do mundo depois do Titanic. É uma história de fim de mundo, com elementos ecológicos. “Noé foi o primeiro ambientalista. Ele é um personagem muito interessante. Nós temos um roteiro maravilhoso”, explicou o diretor em recente entrevista. O roteiro escrito por Aronofsky e o habitual parceiro Ari Handel já está pronto. A recente aclamação do diretor com Wrestler, vencedor do Leão de Ouro no último Festival de Veneza, e seu envolvimento na refilmagem de Robocop vão ajudar na aprovação do novo projeto. Entretanto, alguns elementos atrapalham e podem afugentar os estúdios, além do fracasso do épico Fonte da Vida do diretor. A comédia da Universal Pictures A Volta do Todo Poderoso (Evan Almighty, 2007) com Steve Carell (Agente 86) como protagonista substituto de Jim Carrey, exatamente sobre a Arca de Noé, afundou nas bilheterias. O suspense apocalíptico de M. Night Shyamalan, Fim dos Tempos (The Happening, 2008) também foi um fiasco. Resta saber se Hugh Jackman (Wolverine), que trabalhou com o diretor em Fonte da Vida, vai encarnar o bíblico Noé.

###

Depois da consagração, Mickey Rourke pensa em Sin City II

Mickey Rourke

Mickey Rourke

Celebrado no Festival de Veneza como o lutador decadente de Wrestler, novo filme de Darren Aronofsky vencedor do Leão de Ouro, Mickey Rourke avalia os próximos projetos e ainda planeja trabalhar com o diretor Robert Rodriguez na continuação de Sin City – Cidade do Pecado (Sin City, 2005), baseado nos quadrinhos de Frank Miller. “Eu tenho grande respeito por Rodriguez”, afirma o ator de 9 1/2 Semanas de Amor que passou os últimos anos distante dos holofotes e retornou depois de atuar para Rodriguez. “Pretendo voltar (a Sin City) porque foi uma boa experiência. Gosto de trabalhar com diretores interessantes”, completa o astro. Frank Miller recentemente completou o roteiro do novo Sin City, enquanto dirige outra adaptação dos quadrinhos, Spirit, baseado no personagem criado por Will Eisner.

###

Produtor indeciso entre Prelúdio ou Continuação de Enigma do Outro Mundo

O produtor Marc Abraham, de Filhos da Esperança (Children of Men, 2006), recentemente estreou como diretor no biográfico Flash de Gênio (Flash of Genius, 2008) sobre um inventor que luta contra a indústria automobilística. Entretanto, ele mobiliza as atenções da imprensa quando aborda seu próximo projeto, a refilmagem do clássico da ficção científica de John Carpenter, O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982). Por sua vez, refilmagem de outro clássico mais antigo, O Monstro do Ártico (The Thing from Another World, 1951), de Christian Nyby. Perguntado se o novo projeto seria uma refilmagem ou prelúdio, o produtor sai pela tangente e explica que seria mais um prelúdio do que uma sequência, ambientado na mesma época retratada no filme produzido nos anos 80. O diretor e produtor Abraham disse tudo, sem explicar nada. Para quem perdeu o clássico de Carpenter, uma criatura alienígena malígna enfrenta a equipe de cientistas liderada por Kurt Russell. O clima de terror torna-se intenso devido ao isolamento dos personagens no coração do Ártico e porque a criatura tem a capacidade de controlar totalmente seu hospedeiro. Mais uma grandiosa obra de ficção científica dentro do conceito do inimigo entre nós, em sintonia com a ideologia da Guerra Fria, entre Estados Unidos e Rússia.

Mais Rambo, Tempo dos Césares, Paródia das Paródias, Filme grátis no You Tube

A saga de Rambo não acabou. Vem aí: Rambo V e VI

Sylvester Stallone

Sylvester Stallone

Para alguém perto da aposentadoria, reconduzir seus heróis para as telas com sucesso depois de duas décadas na geladeira foi uma proeza em tanto. Mas Sylvester Stallone não apenas ressucitou Rocky Balboa e John Rambo, como também conseguiu conquistar o público com os novos filmes lançados. Rocky Balboa (2006), sexto filme da franquia do famoso boxeador arrecadou US$ 70 milhões no mundo inteiro, enquanto o quarto filme do veterano do vietnã, John Rambo (2008) superou a marca dos US$ 100 milhões, antes do lançamento em DVD. Com isso, as produtoras Millenium Films e a Nu Image, decidiram encomendar mais duas seqüências de Rambo para Stallone roteirizar e dirigir. As continuações seriam mais voltadas para a ação do que dramas de guerra, assim como o segundo e o terceiro filme da franquia. Como Stallone não perde tempo, rumores sugerem que o astro já teria concluido o roteiro do quinto filme que seria gravado na Bulgária. O curioso é que na semana do lançamento do mais recente filme do Rambo, no início do ano, Stallone afirmou: “Este será o último. Eu não irei mais longe”. Nada mais distante da realidade.

###

Jim Sheridan volta ao tempo dos Césares

Jim Sheridan

Jim Sheridan

A produtora Relativity Media adquiriu os direitos para adaptar o romance de Robert Graves, ambientado no Império Romano, Eu, Cláudius, Impeador (I, Claudius). O aclamado diretor de Meu Pé Esquerdo, Em Nome do Pai e Terra dos Sonhos, Jim Sheridan assume a direção e pretende escrever o roteiro ao lado do habitual colaborador Nye Heron. O romance de Graves, lançado em 1934, reconta as tramas e intrigas políticas em torno do quarto imperador romano Tibérius Cláudius, que governou entre 41-54 dC. O livro é considerado por muitos como um dos melhores romances do século XX. A trama de Graves inspirou uma mini-série produzida pela BBC nos anos 70, estrelada por John Hurt e Patrick Stewart. Leonardo DiCaprio ficou interessado em participar do projeto. O Império Romano já foi tema de grandiosos filmes em Hollywood como os clássicos Quo Vadis (Idem, 1951), Julius Caesar (1953), Ben-Hur (Idem, 1959), Spartacus (1960), A Queda do Império Romano (The Fall of the Roman Empire, 1964), o polêmico Calígula (1979) e o recente sucesso Gladiator (2000). A emissora de TV Paga HBO produziu uma série inesquecível sobre o Império Romano, a aclamada Roma (2005-2007).

###

Agora resolveram parodiar os filmes de paródias

Chevy Chase

Chevy Chase

Depois do sucesso da série Todo Mundo em Pânico (Scary Movie, 2000), o gênero das paródias ganhou força em Hollywood e promoveu uma avalanche de filmes do tipo como Não é Mais um Besteirol Americano (Not Another Teen Movie, 2001), Uma Comédia Nada Romântica (Date Movie, 2006), Deu a Louca em Hollywood (Epic Movie, 2007), Espartalhões (Meet the Spartans, 2008), Super-Herói – O Filme (Superhero: Movie, 2008), Super-Heróis – A Liga da Injustiça (Disaster Movie, 2008). Sem falar nas três continuações de Todo Mundo em Pânico. Além do baixo custo para produzir, os roteiros são apenas reciclagem de idéias. O que compromete a qualidade das comédias. Bem distante do nível alcançado pelo inesquecível Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu (Airplane, 1980).

Entretanto, Hollywood pretende arrancar até o último centavo do gênero e agora resolve produzir um filme de paródia dos filmes de paródia. Entitulado Not Another Not Another Movie do diretor David Murphy, o filme tenta compensar o esgotamento de idéias com um elenco de nomes consagrados do passado como Chevy Chase (Férias Frustradas), Burt Reynolds (Agarra-me Se Puderes) e Michael Madsen (Kill Biil). A trama apresenta um estúdio de Hollywood capaz de fazer qualquer coisa para ganhar dinheiro nas bilheterias. O roteiro não poderia ser outro. As filmagens começam ainda em setembro.

###

Wayne Wang lança seu filme de graça no YouTube

Wayne Wang

Wayne Wang

Em 17 de outubro, o cineasta chinês Wayne Wang, dos dramas Clube da Felicidade e da Sorte e Cortina de Fumaça, pretende lançar no You Tube seu mais novo filme Princesa Nebrasca (The Princess of Nebraska, 2007), enquanto a produtora Magnolia Pictures lança nos cinemas outro novo filme do cineasta, Centenas de Anos de Boas Preces (A Thousand Years of Good Prayers, 2007). Ambos são adaptações para as telas de romances de Yiyun Li. Na trama de Princesa Nebrasca, Sasha (Ling Li), estudante chinesa num programa de intercâmbio nos Estados Unidos, decide viajar de Nebrasca até São Francisco para fazer um aborto, depois de descobrir que ficou grávida. O lançamento de filmes independentes pela Internet pode se transformar numa tendência. Recentemente, o documentarista Michael Moore decidiu fazer o mesmo com seu mais novo trabalho, Slacker Uprising.

Conheça nosso novo blog Maracutaia Livros.

Barra Cabeçalho