Redenção para Darren Aronofsky e Mickey Rourke em Veneza

O diretor de Requiem Para um Sonho (Requiem For a Dream, 2000), não foi muito feliz em seu trabalho seguinte, o ambicioso épico Fonte da Vida (The Fountain, 2006). Lançado em Veneza, o filme decepcionou os críticos e afastou o público. Sua obra foi pouco compreendida, apesar do empenho de Hugh Jackman e Rachel Weisz, esposa de Aronofsky na vida real. Mickey Rourke viu seus dias de glória nos anos 80 ficarem para trás. O astro de Nove Semanas e Meia de Amor (Nine 1/2 Weeks, 1986) ainda ensaiou uma reviravolta na carreira ao atuar em Sin City – Cidade do Pecado (Sin City, 2005). A redenção chegou para ambos no último sábado (06/09), com a divulgação dos vencedores do Festival de Veneza 2008. O Leão de Ouro foi para o novo trabalho de Aronofsky, The Wrestler (2008). A notícia foi recebida com entusiasmo pela crítica geral. Além de celebrado como um grandioso filme, The Wrestler conta ainda com a impactante atuação de Mickey Rourke.

Na verdade, não foi difícil para Rourke fazer o papel do lutador de luta livre, Randy ‘The Ram’ Robinson. O ator foi boxeador profissional entre 1991 e 1995, o que contribui para dar realismo e autenticidade ao papel. Rourke apresenta um herói trágico que não aceita o peso da idade e tenta manter a carreira de lutador. Rocky Balboa que se cuide. Marisa Tomei empresta seu charme como a Stripper com quem o decadente lutador mantém um romance ao som de músicas de sucesso dos anos 80. O prêmio serviu de redenção para ambos.

Veja a lista dos principais vencedores do 65º Festival de Veneza:

Leão de Ouro de Melhor Filme:

“The Wrestler”, do norte americano Darren Aronofsky

Copa Volpi de Melhor Ator: o italiano Silvio Orlando

por “O Pai de Giovanna” (“Il Papa di Giovanna”)

Copa Volpi de Melhor Atriz: a francesa Dominique Blanc

por “A Outra” (“L’Autre”)

Leão de Prata de melhor roteiro: o russo Aleksey German Jr.

por “Soldado de Papel” (Paper Soldier)

Prêmio Especial do Júri:

Cineasta etíope Haile Gerima por “Teza”

Leão Especial do Júri:

Cineasta alemão Werner Schroeter pelo conjunto da obra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s