O futuro em construção

Espaço, a fronteira final… Por mais de 40 anos, essa frase foi o prelúdio de um fenômeno cultural sem precedentes na história do entretenimento. Capaz de mobilizar legiões de fãs e interferir nas decisões dos altos executivos dos estúdios de televisão e cinema. E a frase ensaia um triunfal retorno de Jornada nas Estrelas (Star Trek, 2009), filme que pretende recriar para o público do novo milênio a milionária franquia, seguindo os passos de 007 e Batman reinventados com sucesso no cinema, nos últimos anos.

A Paramount Pictures, numa estratégia inesperada até mesmo para os fãs mais radicais, contratou J.J. Abrams para assumir a produção do décimo primeiro filme da franquia espacial, batizado simplesmente de Jornada nas Estrelas (Star Trek), numa clara referência de que veremos um recomeço. Abrams tornou-se um produtor cada vez mais celebrado por causa do sucesso de suas séries de TV, Felicity, sobre relacionamentos adolescentes, Alias, uma James Bond de saias, e, principalmente, Lost, o drama de sobreviventes numa estranha ilha. Além dos mais recentes sucessos Fringe e Seis Degraus. A criatividade de Alias chamou atenção do astro Tom Cruise que contratou JJ para cuidar do terceiro, Missão: Impossível. O resultado positivo abriu os olhos dos executivos do estúdio.

A escolha de elenco para o novo filme agitou a Internet com o anúncio de cada nome como se fosse a escalação da Seleção Brasieira para a Copa do Mundo. O astro de Heroes e 24 Horas, Zachary Quinto, fará o papel do jovem Spock e teremos Leonard Nimoy, como o Spock do futuro. Anton Yelchin será o navegador russo Chekov e Zoe Saldana assume o papel de Uhura, chefe de comunicações da nave. Saldana foi uma das amigas de Britney Spears em “Crossroads – Amigas para Sempre”, e também atua no novo épico de ficção científica “Avatar”, de James Cameron, atualmente em filmagens. Outros astros de Heroes manifestaram interesse em participar do projeto e juntar-se a Quinto. O ator James Kyson Lee, que atua no atual fenêmeno da TV como Ando e seu parceiro Masi Oka, popularmente conhecido como Hiro, revelaram interesse de interpretar o navegador oriental, Sr. Sulo. Entretanto, o papel ficou com John Cho, de “Solaris”. Enquanto Karl Urban, de “Senhor dos Anéis”, será o Dr. Leonard McCoy.

Apesar de cuidar para manter o sigilo do projeto, a Paramount não impediu o vazamento de informações. Pule para o próximo parágrafo se não quiser saber da trama. Rumores indicam que o roteiro escrito por Alex Kurtzman e Roberto Orci (Missão Impossível III e Transformers), lança em direção ao passado, um grupo de Romulanos, raça inimiga da Federação de Planetas Unidos, na época das primeiras viagens da nave estelar Enterprise. Os intrusos decidem aproveitar o passeio para alterar a história da Federação a favor deles com um plano simples: Assassinar James Tiberius Kirk (originalmente interpretado por William Shatner), antes dele se tornar o capitão mais popular da Enterprise. Com as repercussões no futuro, o então Embaixador Vulcano em Romulos, Spock (Nimoy), arranja uma maneira de avisar a sua versão mais jovem (Quinto), na época de preparar-se para assumir o posto de oficial de ciências, para tentar impedir o assassinato de seu amigo Kirk. Com isso, J.J. Abrams terá oportunidade de fazer um filme que respeite franquia e, ao mesmo tempo, tenha a possibilidade de mudar e atualizar muitas idéias.

“Se existe alguma coisa que eu estou louco para ver é esse brilhante e otimista mundo que Gene Roddenberry trouxe levado à telona”, afirmou JJ Abrams. “Alex e Bob (Orci) escreveram uma surpreendente história que abraça e respeita o cânone de Jornada, mas traça o seu próprio curso. Nosso objetivo é fazer um filme para todos, os fãs de longa data e os não-iniciados. Desnecessário dizer que eu estou honrado e excitado em ser parte deste próximo capítulo de Jornada”, disse Damon Lindelof, co-criador de Lost e produtor executivo no novo filme, ao lado de Abrams. Os fãs demonstram o entusiasmo de ver a franquia ganhar fôlego, embora mantenham certa preocupação de que a proposta fique comercial demais. Os mais radicais desaprovam qualquer menção de alteração do universo apresentado na série clássica.


Após celebrar 40 anos de Jornada nas Estrelas e 20 anos de A Nova Geração (1987-1994), muitos alardearam o fim da franquia com os recentes fracassos na TV, com a série Enterprise (2001-2005), e no Cinema, com o décimo filme Nemesis (2002). Nos dois últimos anos, desde o surgimento da série A Nova Geração em 87, nada de inédito foi feito na televisão dentro do universo de Jornada. Ao todo foram produzidos 726 episódios das seis séries de TV e dez filmes que, juntos, renderam ao estúdio mais de um bilhão de dólares, além de livros e revistas em quadrinhos. Os trekkers, público fanático por Jornada nas Estrelas, sempre apontaram um culpado pela decadência da franquia: O produtor executivo Rick Berman que assumiu a responsabilidade sobre a saga espacial na TV e no Cinema, após o afastamento do criador Gene Rodenberry (1921-1991).

Berman sempre foi associado a idéias conservadoras, convencionais, episódios sem continuidade e soluções fáceis nas tramas. Diferente dos conceitos inovadores introduzidos por Gene Rodenberry na clássica série Jornada nas Estrelas (1966-1969) que ajudaram a cativar o público e transformaram a série num ícone da televisão que repercute por décadas e reúne a maior e mais duradoura legião de fanáticos e admiradores onde nenhuma outra série televisiva jamais esteve. O próprio J.J. Abrams sempre deixou claro seu entusiasmo por Jornada. A era Berman, que durou de 1989 a 2005, trouxe a ótima Deep Space Nine (1993-1999), a fraca Voyager (1995-2001) e a razoável Enterprise, que foi cancelada em 2005. Apesar de seus méritos, as séries apresentaram uma gradual perda de audiência. No cinema, desde o sétimo filme Jornada nas Estrelas – Gerações (Star Trek – Generations, 1994) até o décimo Nemesis (2002), também foi possível perceber a gradual queda nas bilheterias. A notícia do afastamento de Rick Berman da liderança da franquia foi recebida com festa pelos trekkers.

O que Rodenberry fez, foi apresentar uma visão otimista da humanidade no longínquo século 23. A sociedade imaginada pelo autor venceu a fome, superou os conflitos de raças, credos e nacionalidades com o suporte de avanços tecnológicos como o teletransporte, capaz de deslocar objetos e seres de um lugar para o outro num piscar de olhos; o sintetizador de alimentos, que pode materializar qualquer comida solicitada sem demora e o tricorder, equipamento médico usado para diagnosticar o paciente sem necessidade de agulhas ou intervenções cirurgicas. Sem falar no comunicador, um aparelho telefônico sem fio, visto na época como mera fantasia futurista, hoje inserido no cotidiano como celulares.

Nesse futuro, os humanos vivem em contínua exploração interplanetária, mantendo contato com outros mundos e civilizações. A nave Enterprise focaliza em suas missões, as pesquisas científicas e as missões diplomáticas. A visão otimista, os avanços tecnológicos e o carisma dos personagens principais, o capitão Kirk, o oficial de ciências vulcano Spock e o médico de bordo, Dr. McCoy, são os elementos reunidos que explicam o sucesso e a longevidade da série na TV e no Cinema. Com o trailer Abrams conseguiu instigar os fãs com a idéia de construção, preparação e recomeço, além de aproximar o conceito original de Jornada com o presente, na voz do presidente John F. Kennedy e seu encorajador discursso sobre a necessidade de explorar o espaço, aproximando o universo criado por Rodenberry ao contexto real da Nasa e dos astronáutas.

As filmagens de Jornada nas Estrelas (Star Trek) começaram em 5 de novembro do ano passado e o lançamento ficou programado para 08 de maio de 2009, nos Estados Unidos e 12 de junho, no Brasil. Confira o trailer legendado:

Conheça nosso novo blog Maracutaia Livros.

Barra Cabeçalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s