A verdade continua lá fora

Chris Carter retorna a sua criação de maior sucesso com o filme Arquivo X – Eu Quero Acreditar (The X-Files: I Want to Believe, 2008), reunindo nas telas David Duchovny como o determinado agente do FBI Fox Mulder e Gillian Anderson como a cética agente Dana Scully. A série de TV que inspirou o filme teve nove temporadas, entre 1993 e 2002, e tornou-se um fenômeno mundial de audiência com suas inusitadas tramas de ficção científica e suspense, conquistando uma legião de fãs, inclusive este que vos escreve. Inspirada em clássicos da TV como Kolchak: The Night Stalker e Além da Imaginação (Twilight Zone), com elementos de Twin Peaks, Arquivo X deixou herdeiros do próprio Carter como Millennium, Harsh Realm e Os Pistoleiros Solitários (The Lone Gunmen) e seguidores como as séries Odyssey 5, Torchwood, Jericho e Supernatural, entre outras. Até JJ Abrams, criador de Lost, investiu na mesma premissa em sua nova série Fringe que estréia nos próximos meses nos EUA. O sucesso de Arquivo X ainda abriu caminho para séries de televisão inovadoras como CSI e 24 Horas.

Um dos grandes atrativos da série foi a construção de uma instigante mitologia, envolta em conspirações e muito mistério. Mas Carter não conseguiu manter o interesse do grande público por muito tempo e provocou falhas de continuidade por falta de planejamento prévio do autor na condução dessa mitologia. O primeiro derivado da série no cinema, Arquivo X – O Filme (The X Files: Fight the Future, 1998), não conquistou grande bilheteria pelas óbvias ligações com a mitologia da série, inacessível para a maioria. A saída do astro David Duchovny, no auge da fama, para investir em sua carreira no cinema, foi outro fator que contribuiu para enterrar a série em 2002. A participação em filmes irregulares como Evolução e Zoolander atrapalharam os planos de Duchovny que passou os últimos anos como ponta de luxo em diversas séries de TV, inclusive Sex and the City. A sorte mudou com seu recente sucesso a frente da série Californication. O que despertou o interesse do Estúdio para reabrir o Arquivo X nas telas e resultou em Arquivo X – Eu Quero Acreditar (The X-Files: I Want to Believe, 2008).

“Eu quero acreditar” era uma frase recorrente na famosa série e refletia a personalidade do estranho agente Mulder. Ele mantinha um poster com essa frase em sua sala de trabalho. Reflete também a esperança de Carter em reconquistar os fãs e atrair o grande público com o novo filme. Com isso em mente, o autor já declarou que o filme não depende da mitologia da série, embora mantenha elementos clássicos como a participação de Mitch Pileggi, como o diretor Walter Skinner. Assim como Carter, também quero acreditar que Arquivo X volte a ser o sucesso de outrora, mas, depois de todo esse tempo, será uma tarefa difícil. O próprio trailer reflete essa dúvida no diálogo de Mulder com sua fiel parceira. Ele diz: “Scully, preciso de você nisso comigo” e ela responde: “Isso é o que me assusta”.

Arquivo X – Eu Quero Acreditar (The X-Files: I Want to Believe, 2008) será lançado no Brasil em 25 de julho. Confira o trailer legendado:

Anúncios

2 Respostas para “A verdade continua lá fora

  1. Rapaz, aguardo ansiosamente este filme desde que a serie acabou conto os segundos, mas parece que a espera acabou né? vamos lá na proxima semana descobrir ais algumas verdades. um grande abraço e adorei mesmo o site aqui viu, com certeza visitarei mais, até mesmo pq a verdade não está lá fora, ESTÁ AQUI MESMO. hehehe

  2. Olá, Ronilson!
    Ótimo site, viu? Continue assim!
    Eu nem estava pensando muito em ver Arquivo X (tou muito mais ansiosa com Batman – é essa sexta!!!). Da série, eu acompanhei melhor as últimas temporadas, acho q nem cheguei a ver as primeiras.
    Mas interessante seu comentário sobre as séries atuais q foram influenciadas por Arquivo X: Supernatural é uma das minhas séries preferidas!

    Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s