Tocha olímpica da discórdia

No ano em que promove a Olimpíada, símbolo da paz entre os povos, a China reprime com violência as manifestações pela independência do Tibet.

Na China, tudo é grandioso. A maior população do planeta, apesar do rigoroso controle de natalidade. Um total de 1,314 bilhões de habitantes, até 2006. O terceiro maior território do mundo. São 9.572.909 km2 de área e perde apenas para a Rússia e o Canadá. A quarta maior economia, com um PIB (Produto Interno Bruto) de 9,8% em 2007. Uma média de crescimento em torno dos 10% nos últimos anos, colocando a China próximo de superar a Alemanha da terceira posição, segundo dados do Birô Nacional de Estatísticas da China. Esses dados certamente contribuíram na escolha de Pequim como sede dos Jogos Olímpicos, que acontecem de 8 a 24 de agosto de 2008.

Apesar dos superlativos, o país sofre com baixos índices de tolerância de seus líderes, que promovem sucessivas violações dos direitos humanos em diversas cidades do país, especialmente, na província tibetana, na tentativa de reprimir as manifestações pela independência do Tibet, ignorando apelos e reações contrárias por todo o planeta, inclusive de entidades como Jornalistas Sem Fronteiras, Anistia Internacional e da própria ONU.

Muitos ainda guardam na memória os eventos de 04 de junho de 1989 quando cerca de cem mil estudantes em protesto pacífico ocuparam a praça Tian’anmen, em Pequim. O governo chinês respondeu com violência no episódio que ficou conhecido como o Massacre da Praça da Paz Celestial. Milhares de civis morreram naquele dia, mas o número preciso de vítimas jamais será conhecido.

Veja também:

* Medalha de Dor – A situação atual dos conflitos entre Tibet e China
* Medalha de Sangue – Entenda o histórico dos acontecimentos
* Medalha de Lágrimas – Governo chinês viola direitos humanos
* Medalha Solidária – Mesmo no Brasil, solidários defendem o Tibet

Textos originalmentes veiculados em O Linguarudo.

Anúncios

2 Respostas para “Tocha olímpica da discórdia

  1. Pingback: China exagera no perfeccionismo em Olimpíadas 2008 « Maracutaia Livros

  2. Pingback: O Brasil tem muito o que comemorar com as Olimpíadas de Pequim « Maracutaia Livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s